poesia torta
pra amarrar o coração
na órbita

palavra em taça
servida à papila

manjar
pra desobnubilar

poema em linha torta
batendo em minha porta
quase quase por entrar

quando nascer
juro pra você
que trago pra cá

 

Carmezim escreve às quartas-feiras

Anúncios