Carla Bittencourt*

 

algo em mim, romeu
algo em mim morreu
algo enfim rompeu
tudo o que havia

agora amor é flor
estátua de anjo
e porta de ferro
é moça de preto
uma  chuva fina
dor de concreto

uma carpideira chora as lágrimas pelas quais foi paga
e eu me sinto idiota apenas por tentar mais rimas

*Carla Bittencourt é a convidada especial desta sexta

Anúncios