Eu, Davi Oliveira Boaventura, aqui denominado CONTRATANTE, CPF Tal, RG Tal e Tal, residente na Rua Y, no bairro do Bom Fim, em Porto Alegre, declaro para todos os fins jurídicos e prerrogativas legais que, sem ônus financeiro para o CONTRATANTE, adquiro todo o trabalho criativo a ser realizado no site coletivo O Purgatório, entre os dias 17 e 24 de junho de 2013, por Saulo Dourado, Breno Fernandes, Carmezim, Alex Rolim, Tatiana Mendonça, Camilla Costa e Ricardo Sangiovanni, aqui denominados CONTRATADOS, que, sob pena de ostracismo literário, deverão subscrever o nome do CONTRATANTE em todos os textos apresentados no período supracitado, com a ressalva que, não havendo disposição contrária em lei específica, os CONTRATADOS se eximem da obrigação para com o CONTRATANTE se, e somente se:

§ Saulo Dourado escrever um texto sobre a tessitura insolvente dos infames que escolhem a literatura enquanto modus operandi da existência, de acordo com as prerrogativas de Wittgenstein;

§ Breno Fernandes evocar Oxum, Orô e Birobidjan para desmunhecar Castro Alves, sob a benção da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia;

§ Carmezim poetizar o idílico de Guanambi, deixando Maíra cheia de sorrisos flutuantes;

§ Alex Rolim esbanjar sua malemolência faceira, já pronto para ser o avô legal que joga futebol de botão com seus netinhos;

§ Tatiana Mendonça jantar cobra pensando que era macaco;

§ Camilla Costa rememorar Londres, colorindo céus nublados;

§ Ricardo Sangiovanni quebrar o protocolo, esquecendo o terno no carro, teorizar sobre a predominância do jumento na literatura brasileira e, ainda por cima, entre rebuceteios em São Paulo, ensinar como se enfiar cânulas nas proximidades dos caulezinhos de cada pé de tomate.

Qualquer dúvida posterior será dirimida em foro público a ser estipulado pelas partes. Sendo assim, este contrato entra em vigor no momento de sua publicação e, portanto, subscrevo.

_________________________________
Porto Alegre, 17 de junho de 2013.

Davi Boaventura rouba textos, quinzenalmente, às segundas-feiras.

Anúncios