por Moreno Pacheco

A ocasião é moça fugidia. Vem montada numa roda de seis raios, porque não para quieta. Traz uma navalha bem afiada numa das mãos, pois é aguda e, como ela mesma diz, capaz de desatar e cortar o embaraço que houver pela frente.

Ela tem asas nos pés, também, para voar para longe de uma hora para outra. Por isso que quando ela aparecer na sua frente, você deve agarrá-la pela franja dos cabelos. De pronto e sem pensar muito: sua nuca é raspada, para você não poder mudar de ideia quando ela lhe der as costas.

A ocasião é o tempo oportuno de uma ação, e não há espaço para hesitação, quando ela se oferece assim.

Esse conselho serve, é claro, para os que não pensam demais. A navalha talvez seja para cortar a carne dos que vacilam, de aflição, deixando-os sangrando enquanto vêem aquele cangote liso ganhando altura.

A ocasião, Alciato, é uma moça fugidia. Fugidia e sádica.

La OccasionLa Occasion 2

Esse emblema está numa edição de Alciato, em espanhol, publicada em 1549. A primeira edição, cuja gravura era distinta, é de 1531.

Moreno Pacheco é convidado d’O Purgatório aos sábados no mês de junho.

Anúncios