You are currently browsing the daily archive for maio 4, 2013 11:35 am.

Se música triste fosse feita para ser ouvida na tristeza, nenhuma delas seria boa de verdade, porque a dor é um silêncio tão profundo que faz qualquer barulho soar intrusivo e condenado mesmo. De dor aguda não nasce música, só da tristeza, do banzo, da melancolia e primos mais brandos, anteriores ou posteriores.

E é por isso que a gente aprecia músicas tristes quando está contente. Elas dão um pesinho à felicidade, um agouro estranhamente gostoso, um negócio de saber que contentamento não dura e tudo bem, porque o que está vivo dói e amanhã pode não ter, mas pelo menos hoje tem.

Música triste só  funciona de verdade quando a gente é feliz e sabe. Quando momento está certo pra você saber que ele é muito bom e dura pouco. Quando a gente está deitado na grama embaixo do sol, abraçados, e entra Dawn Penn cantando “You don’t love me and I know now”.

No dia em que você não me amar mais não vai ter Dawn, porque a tristeza dela não vai mais ser apreciável em todas as suas notas. Vai ter virado real e vai ter virado silêncio.

Camilla Costa escreve aos sábados.

Junte-se a 171 outros seguidores

Textos deste mês

maio 2013
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivo

%d blogueiros gostam disto: