Ah!
que discutam seu futuro incerto!

prometo não deixar de comer
o que vem de você

da sua capa, orelha
do seu cheiro
da tinta, da métrica
rima

eu, pra sempre perdido
perambulando hipnotizado
nas ruas de estantes da sua casa

cada página uma chave

Carmezim escreve às quartas-feiras

Anúncios