o fruto
deu no muro

deu no muro
um fortuito
renascer

o muro
quase escuro
era muro alheio

e o fruto
maduro
não pude comer

Carmezim escreve às quartas-feiras

Anúncios