“Gastei uma hora pensando um verso
que a pena não quer escrever.
No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.
Ele está cá dentro
e não quer sair.
Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira”*.

Drummond, querido,
achei a pedra e não soube o que fazer com ela

no caminho
tive os olhos marejados
os joelhos arranhados
e me vi enredado
em amores

quando encarei a bendita,
suspirei:
era mesmo o que você disse:
era pra não esquecer:

sempre ela

haverá

a pedra

*DRUMMOND, “POESIA”, EM ALGUMA POESIA

Anúncios